Prefeitura Municipal de Santana

Prefeito de Santana decreta situação de emergência na saúde do município após alta de gripe

16 de maio de 2023

O prefeito de Santana, Sebastião Bala Rocha, declarou situação de emergência na saúde do município.

O motivo é o atual cenário que apresenta um aumento nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), formas que evoluem para a gravidade, sendo necessário hospitalização, principalmente de crianças.

O decreto de nº 1567 de 2023 foi publicado em edição extra do Diário Oficial desta terça-feira, (16). DECRETO Nº 820-23 (ANEXOS)

Segundo os registros da secretaria municipal de Saúde (Semsa), apenas 35% do total de pessoas dos grupos prioritários para vacinação tomaram o imunizante, totalizando 28.774 doses aplicadas, o que contribui diretamente no aumento das internações infantis por síndromes gripais.

Também foi realizada nesta terça, uma reunião para discutir medidas de enfrentamento ao aumento de notificações das síndromes gripais e respiratórias.

Imagem: acervo PMS.

Estavam presentes representantes do Ministério Público, Vara da Infância e Adolescência, Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), além de gestores da saúde do Estado e município, entre eles, a secretária municipal, Ithiara Madureira.

O prefeito Bala Rocha explicou o motivo da assinatura. “Mais uma vez estamos vivendo uma situação muito grave de saúde. Nossas crianças estão entubadas em leitos hospitalares. Em razão disso, acabo de assinar decreto estabelecendo situação de emergência no município de Santana”.

A secretária municipal de Saúde, Ithiara Madureira, afirmou que a melhor forma de prevenção, neste momento, é a vacinação.

“Precisamos, de fato, manter a vacinação atualizada contra a influenza e a Covid-19. A gente deve lembrar que essa vacinação não deve acontecer se a criança estiver doente. Ela deve estar sem sintomas gripais. Mas a gente não pode deixar de vacinar e atingir o nosso objetivo, que é imunizar mais de 90% da nossa população-alvo, e diminuir cada vez mais a ocorrência de casos graves”, alertou.

O aumento dos casos de doenças respiratórias tem provocado uma sobrecarga no serviço de saúde do estado. Com a rede hospitalar operando no limite da capacidade, a secretaria de Saúde orienta que pais e responsáveis busquem as unidades de urgência somente em situações de maior gravidade.

Última modificação: 16 de maio de 2023

Comments are closed.