Prefeitura intensifica ações de socorro nas zonas baixas da cidade alagadas após alta da maré e chuvas fortes

Em: 24 março, 2021
Tags:

O Município entrou rapidamente com monitoramento e assistência social às populações de regiões críticas de Santana afetadas por alagamento causado pela lançante da maré, coincidindo com fortes chuvas que duraram todo o dia dessa quarta-feira, 24.

Segundo Anderson Almeida, Secretário de Obras e Serviços Urbanos de Santana (Semop), esse momento ocorrido no mês de março, já havia sido previsto pelo Sistema de Meteorologia do Estado do Amapá, que informou sobre as fortes chuvas, mas também sobre os fenômenos da natureza que ocorrem aumentando o nível das águas, influenciada pela lua cheia e que elevam os riscos de alagamento.

A orientação do prefeito Bala Rocha era para que as secretarias, em uma ação conjunta, já estivessem em alerta para quando o fenômeno acontecesse. Nesse sentido, a Secretaria de Obras, por exemplo, antecipou limpeza e desobstruiu canais desde janeiro para amenizar os impactos causados pelas fortes chuvas e alta da maré, previamente anunciadas. 

Quando o fato aconteceu, na manhã desta quarta-feira, 24, nas primeiras horas do dia o prefeito Bala Rocha já interagia pelas redes sociais e nas ruas com a população afetada pelas chuvas.

A Semop também já havia destinado algumas equipes para monitorar os locais mapeados com maiores incidências de alagamentos em Santana. 

“Na verdade, as nossas equipes estão mais monitorando a cidade, pois o serviço já foi feito. Só que os canais menores não aguentaram o volume das águas e transbordaram”, explicou Anderson Almeida, Secretário da Semop. 

A Secretária da Semasc, Priscilla Azevedo, informou que as equipes do CRAS estão nas regiões alagadas da cidade finalizando o levantamento das famílias atingidas e a prefeitura já está ajudando com alimentos, deslocamento de famílias para abrigos municipais, e tomará outras providências, caso necessite.

Outras secretarias de governo também já estavam a postos envolvidas nessa força-tarefa, como a Secretaria Municipal Especial de Governo, Planejamento e Cidadania (Semgov) e Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Infraestrutura (Semdin) que entrou com a ação da Defesa Civil. 

“Nós já havíamos feito a limpeza dos canais e córregos, mas infelizmente a natureza foi mais forte. Hoje, também estávamos lá, prestando assistência às pessoas e ajudando a levantar os objetos das casas para não perderem”, disse Izandir Leite, coordenador da Defesa Civil de Santana. 

Os trabalhos continuam nesta quinta-feira, 25, com a assistência às famílias afetadas pela inundação e o monitoramento em 4 pontos mais críticos da cidade, localizados nos bairros do Paraíso, Hospitalidade e Fonte Nova.

Comunicação – Prefeitura de Santana

Matérias relacionadas

Prefeitura Municipal de Santana - AP

Av. Santana, 2913 - Paraíso, Santana - AP

CEP: 68928-060, Santana - Estado do Amapá

Horário de atendimento: Seg a Sex das 07:30 as 13:30

Site Antigo

NOSSOS CANAIS