Prefeitura de Santana planeja montar 10 leitos de UTI para casos graves de coronavírus no Centro de Reabilitação Mario Dias Tavares

Em: 31 março, 2020

Enquanto a Prefeitura de Santana trabalha na monitoria ininterrupta de casos suspeitos do coronavírus, as equipes de saúde do município, liderados pelo prefeito Ofirney Sadala e a deputada federal Leda Sadala, traçam estratégias para atendimento ambulatorial e clínico dos possíveis casos confirmados da doença. Entre as principais medidas, está a instalação de 10 leitos de UTI volante no Centro de Reabilitação Mario Dias Tavares, que deve ser transformado em um complexo de enfretamento a Covid-19.

Na manhã desta terça-feira, 31, uma comitiva de técnicos do Governo do Amapá, com o vice-governador Jaime Nunes, e representantes da gestão municipal, estiveram no centro de reabilitação para inspeção do prédio e levantamento de ajustes necessários para receber os leitos de UTI articulados pela deputada Leda Sadala, no ofício 020/2020, enviado ao ministro da saúde, Henrique Mandetta.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que 80% das pessoas com Covid-19 apresentam sintomas leves, apenas 20% agravam e, desses, 5% sofrem com complicações, precisando de internação em UTI.

Com esses dados como alerta, o documento foi enviado pela parlamentar no dia 25 de março, após pedido formalizado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que indicou as estratégias pensadas para construção de um espaço que atenda possíveis infectados em Santana.

O espaço provisório que indicamos ao ministro para instalação das UTIs volantes fica ao lado do Hospital Estadual de Santana, que é a unidade referência para o atendimento aos casos confirmados de Covid-19. Nos unimos para encontrar formas de enfrentar essa doença sem casos fatais em nosso município, essa é a nossa prioridade”, disse a deputada.

As Unidades de Terapia Intensiva volantes solicitadas ao Ministério da Saúde são preparadas para instalação mais rápida, sem grandes ajustes estruturais.

Comitiva

A comitiva que esteve em visita ao centro de reabilitação avaliou as condições do prédio e as possibilidades de isolamento social que precisam ser adotadas. O vice- governador Jaime Nunes, acompanhado do secretário de Cidades, Teles Júnior, Coronel Carlos Souza e técnicos da Secretaria Estadual de Saúde, sinalizou a disponibilidade do Governo em colaborar com a organização que está sendo feita pela gestão municipal.

Em Santana

Desde que os primeiros casos suspeitos de coronavírus passaram a ser monitorados no Amapá, o prefeito Ofirney Sadala tem conduzido um comitê de emergência que trabalha na construção de políticas de segurança em saúde para proteger o município de Santana da pandemia.

Desde o dia 15 de março, decretos municipais alteraram o funcionamento do comércio, restringiram a entrada sem supervisão no porto de Santana, suspenderam as aulas da rede municipal, determinaram o alargamento dos prazos para o pagamento de tributos e definiram formas de assistência social para ajudar os munícipes mais afetados com o isolamento social a se manter.

A merenda escolar estocada para o mês já começou a ser distribuída, as ruas da cidade estão sendo lavadas e a Semsa montou um centro de operações que monitora os casos supeitos e dá suporte na Policlínica Maria Tadeu, que foi definida como unidade referência de atendimento.

Para o gestor municipal, o mais importante agora, além de trabalhar para garantir que Santana tenha como atender possíveis infectados, é conscientizar a população que o isolamento social é o melhor caminho para prevenção da doença.

Nosso trabalho estamos fazendo incansavelmente, mas contamos com a população para ficar em casa e se proteger. A pandemia assusta o mundo inteiro e precisamos entender que para evitar a proliferação do coronavírus, temos todos que fazer a nossa parte”, concluiu.

Prefeitura Municipal de Santana - AP

Av. Santana, 2913 - Paraíso, Santana - AP

CEP: 68928-060, Santana - Estado do Amapá

Horário de atendimento: Seg a Sex das 07:30 as 13:30

Telefone: (96)98106-5513

Site Antigo

NOSSOS CANAIS