Prefeitura Municipal de Santana

Comunidade do Ambrósio recebe projeto de urbanização do Ministério das Cidades

14 de maio de 2024

A Prefeitura de Santana, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), teve aprovada pelo Ministério das Cidades uma proposta de projeto de intervenção integral para a comunidade do Ambrósio.

A área será contemplada com o programa “Periferia Viva – Urbanização de Favelas” do Governo Federal, que visa melhorar as condições de vida nas periferias urbanas do Brasil por meio da urbanização de favelas, palafitas, loteamentos informais, dotando-os de infraestrutura urbana, saneamento básico, contenção de encostas, sistema viário, iluminação pública, recuperação ambiental, dentre outros benefícios.

Júlia Lins, representante do Ministério das Cidades, visitou a comunidade pessoalmente. “Esta etapa do projeto é para verificar se o que está no papel é de fato necessário, se precisa de ajustes ou novas elaborações. Vi que há muitas necessidades aqui, incluindo questões ambientais e de saneamento. Vamos avançar e já estou vendo bons resultados aqui,” destacou.

Rony Douglas, titular da SEMDUH, falou sobre as etapas que levaram a este encontro. “O município foi contemplado com o projeto “Periferia Viva” e receberá recursos do Governo Federal, que serão aplicados na Comunidade do Ambrósio. Estamos na terceira fase dessa empreitada do projeto, que é a captação de recursos no processo de seleção de projetos do Novo PAC. Daqui sairão ações que serão aplicadas para seu desenvolvimento. Essas pessoas necessitam de condições adequadas, e nossa gestão tem esse compromisso,” afirmou.

Atualmente, o Ambrósio conta com 997 casas. O “Periferia Viva” irá beneficiar mais de 7 mil pessoas.

Keila Góes

Ascom/Semduh

Última modificação: 14 de maio de 2024

Comments are closed.