Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Prefeitura de Santana e Sindicato dos Servidores Municipais entram em acordo

A proposta da administração municipal foi apresentada durante uma reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 13, na sala de reuniões da prefeitura.

Por: Gabriel Dias - 14/11/2017 - 09:13

Após a reunião, o sindicato se comprometeu em apresentar a proposta em assembleia para os servidores municipais, e caso seja aceito será definido o retorno imediato ao trabalho por parte dos servidores que estavam com as atividades paralisadas.

Foto: Denis Freitas

A Prefeitura de Santana entrou em acordo com o Sindicato dos Servidores Municipais para resolver as principais reivindicações do movimento grevista. A proposta da administração municipal foi apresentada durante uma reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 13, na sala de reuniões da prefeitura.

A proposta da Prefeitura de Santana define para o mês de janeiro de 2018, o pagamento da data-base do ano de 2017, 2.45% das perdas dos servidores da administração e 1.559% das perdas dos servidores da educação deixados por gestões anteriores. “Hoje conseguimos deliberar essa proposta, e aguardaremos o mês de janeiro para discutir a data-base do próximo ano”, ressaltou o secretário especial de Governo, Ronival Virgolino.

O secretário lembrou que o município manteve o diálogo com os servidores desde o início do ano, mostrando as dificuldades da administração e tentando encontrar uma forma de garantir os direitos legítimos de seus funcionários.

O secretário também frisou sobre outros benefícios que a atual gestão tem oferecido aos servidores municipais, como o regime de Dedicação Exclusiva para professores, que irá incluir a partir de macro de 2018 uma gratificação de 30% sobre o salário do servidor que optar pelo regime. “Já tivemos vários questões que conseguimos avançar desde o início do mandato como a aprovação das leis de progressão e o pagamento do décimo terceiro e do mês de dezembro atrasados de 2016”, frisou.

Sobre os consignados, Ronival Virgolino explicou que não existem dívidas da atual gestão com os bancos credores. “O que existe é uma dívida de 2016, no valor de R$ 10 milhões, com a Caixa Econômica, que a prefeitura está aguardando a resposta de uma proposta de parcelamento. Realizando o pagamento, o município poderá voltar a conceder o benefício para os servidores”, acrescentou o secretário.

O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, José Conceição, considerou a proposta da Prefeitura de Santana viável para os servidores. “Após várias conversas, conseguimos receber da prefeitura uma proposta que parece viável, pois tivemos a garantia de receber perdas de outras gestões, que já havíamos até perdido a esperança de receber”, completou Conceição.

O presidente da executiva municipal do Sindicato dos Servidores Públicos da Educação (Sinsepeap), Sérgio Guedes, também se mostrou satisfeito com a proposta feita pelo município. “Após várias propostas, conseguimos receber uma contraproposta satisfatória do município, e vemos o compromisso da gestão em tentar dar as condições viáveis para o servidor, apesar dessa crise que se instalou no município”, ressaltou.

Após a reunião, o sindicato se comprometeu em apresentar a proposta em assembleia para os servidores municipais, e caso seja aceito será definido o retorno imediato ao trabalho por parte dos servidores que estavam com as atividades paralisadas.

 


PMS - Prefeitura Municipal de Santana
Av. Santana, 2913 - Paraíso, Santana - AP, 68928-060
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP
2017 - Licença Creative Commons 3.0 International